Há vagas


#

Que a aposentadoria não tem sido suficiente para garantir qualidade de vida já se sabe.

E que as pessoas têm tido que voltar a trabalhar para compor a renda, também.

A novidade é que o mercado de trabalho está se abrindo cada vez mais para os profissionais acima de 50 anos.

A tendência já vinha sendo observada pelos especialistas Maria Cândida Azevedo Baumer, sócia fundadora da agência People & Results, mestre em Cultura Organizacional; Henrique Bessa, diretor da agência Michael Page de recrutamento e seleção e Rosana Rosa, diretora da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH).

As estatísticas oficiais confirmam. A Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) do Ministério do Trabalho mostra que enquanto caía o estoque de empregos formais para pessoas até 29 anos, o mesmo dado para pessoas de 50 a 64 anos crescia 5,45% e acima de 65 anos foi o que mais cresceu, com 9,04%, entre 2013 e 2014. Veja os dados (últimos disponíveis):

Rosana Rosa, da ABRH, acrescenta números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), apontando que, de 2014 para 2015, houve um aumento da participação dos indivíduos com mais de 50 anos no mercado de trabalho, que passou de 7% para 8%, em um ano. Também houve aumento no total de trabalhadores ativos com mais de 65 anos.

Preparamos um material especial para quem está perto de aposentar, mas não pretende parar, com orientações dos especialistas sobre a construção de uma nova carreira, o que as empresas esperam dos profissionais mais velhos, em que setores há vagas e quais os requisitos.

Foto: Pixabay






Participe desta comunidade, você tem dúvidas sobre finanças pessoais?