Uma forma de aumentar o caixa na crise


#

Em tempos de escassez, o melhor investimento a ser feito é reavaliar processos. Em geral, esse cuidado pode render uma economia de até 70% em diversas despesas, em geral aquelas que parecem pouca coisa e que você pouco presta atenção.

Samuel Lopes, sócio da Tiex Consultoria, empresa especializada em gestão de processos, diz que uma pesquisa mostra onde ocorrem os maiores desperdícios: tarifas bancárias, aplicações financeiras e pagamento de benefícios. Isso vale, segundo ele, para empresas com faturamento de 1 mil reais ou mais de 1 milhão de reais. É um padrão que ele vem observando na sua clientela.

A entrevista com Samuel Lopes você pode ver aqui, no nosso canal



Recomendamos para você

Hoje com a internet é mais fácil calcular preços da prestação de serviços. Porém, a boa administração do próprio trabalho depende do conhecimento prévio dos custos do profissional.

Após uma boa calibragem dos custos em relação ao preço que vale a pena pedir pelo trabalho, pesquise a média de mercado.

O limite de faturamento anual é de R$ 90 milhões, mas não existe um mínimo. A taxa de juros é de 0,92% ao mês

Sonha em trabalhar com o que gosta, mas não tem um centavo no bolso para começar? Não conte com crédito bancário – no Brasil é pouco e caro. Mas há alternativas. Veja aqui algumas.

Manter o foco, colocar ordem na casa, reduzir despesas – inteligentemente. Estas são algumas das medidas que os micro e pequenos empresários devem tomar para enfrentar a queda das vendas provocada pela crise econômica.




Participe desta comunidade, você tem dúvidas sobre finanças pessoais?