Bancos também financiam universidade


#

O financiamento estudantil tem sido encarado como uma oportunidade de negócios para os bancos privados e alguns deles já estão oferecendo linhas de crédito com essa finalidade.

O banco Bradesco por exemplo, oferece sete diferentes modalidades de empréstimos que abrangem, além dos cursos universitários regulares, cursos de pós-graduação, MBA e até aquisição de material escolar.

Segundo informações da assessoria de imprensa do banco, o financiamento está disponível para correntistas com idade mínima de 18 anos, mas pode também ser em nome do responsável legal, caso o estudante tenha 17 anos ou menos ou não tenha como comprovar renda. Outra exigência é que o nome do financiado não pode constar na lista dos órgãos de restrições de crédito.

Também é necessário que a instituição de ensino possua o convênio com o Bradesco. É ela que vai indicar o aluno para o banco, através de uma “declaração de aptidão” que deve ser encaminhada à agência juntamente com documentos pessoais originais (RG, CPF). A comprovação de renda e endereço só serão exigidos para abertura de conta corrente ou eventual atualização cadastral.



Recomendamos para você

Empresa que financia em 200 universidades mostra como funciona o crédito privado para estudantes.

Nenhum dos participantes (aluno e/ou fiador) pode estar com nome negativado nos órgãos de proteção ao crédito.

Universidades conveniadas oferecem subsídios aos alunos através da gestora do programa privado de financiamento.

Se o estudante está em dúvida sobre o curso, melhor esperar ou tomar um crédito menor no começo, diz especialista em finanças.

Um investimento muito importante é a educação universitária. Veja as opções de financiamento da graduação




Participe desta comunidade, você tem dúvidas sobre finanças pessoais?